sábado, 19 de fevereiro de 2011

Fatalidade

Viemos com uma bula;
nascemos para crescer e morrer!
-penso, morremos todos os dias!
na perda de alguns valores,
quando deixamos nos arrastar por pensamentos deletérios

Quando perdemos uma bula
ficamos anestesiados de dores!

Pensamos
convivemos com isso?
-sim
Porém a dor vizinha, não esta em nossa (o) coração cozinha
 não aceitamos quando esta
situação se aplica aos queridos

Numa tarde chuvosa
pancadas doloridas de agua  despedida

-Não comerei aquela iguaria de salsinha
-Não ouvirei tantos pudores
- Minha amiga agora esta no mar!

Enquanto punhados de terra encerrava o momento
uma borboleta borboleteando selando

Proclamava!
- A transformação é dura, no entanto necessária!

O abraço nos braços do ultimo abraço
O adeus compartilhado!

Adeus para sempre!

16 de fevereiro 2011 o coração parou,
a alma viajou, o corpo gelou!

Então é assim?
Dormimos e não acordamos?

As vezes poderia dizer!
- eu perdi o meu medo
Outras tantas!
- sinto ele

Tudo na vida passa,
inclusive a vida!


Nica Gomes
Começa uma nova jornada  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço seu carinho!

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate