terça-feira, 8 de setembro de 2015

Compassos do Tempo

Entrelaçadas como almas destinadas
Cordas emanavam legiões de notas

 Sublime de prosa, poema e paixão

Guilhotinas,  serpentinas, meninas, tempos, maldades,tempestades, idades, mentiras,verdades,vaidades

Ausencias sem lagrimas apenas compassos do tempo,
 sem causas, sem danos, apenas enganos mundanos!

 Planos esparramados em dois corações amados
Sentimentos deslizaram entre primaveras  ares, terras e mares

Luzes das palavras,  fotografias  faladas
Não existiu cronologia em nossa ausencia

Amigo, amor!
Ondas mageticas trazem   sua voz,
Silêncio!  chegou em meus ouvidos
Bravo sussurrar eu sempre vou te amar.

Nicah Gomes





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço seu carinho!

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate