segunda-feira, 27 de junho de 2016

Adeus

Falsidade, verdade, realidade
Sentido, cupido, despido
Amor, dor, estopor

Valente, crente , agora ausente
cristalina, purpurina, alucina
-  tua alma de menina

Infinito não foi dito
Hora sem aurora
Somente o horror

Horror de sua ausência
Paciência, displicência
Caiu, fugiu, olhar sumiu

Certeza unica finita maldosa
tu me deste a prova
morte porque grita sua trova.

Nicah Gomes

Escrevi este poema pelo adeus à uma amiga que se foi, jovem estrela!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço seu carinho!

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate