quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Surpresa

Quando olho  pessoas aqui, ali e lá
 nunca imaginano  dificuldade e contradição
penso
será
que
insuflam suas vidas com orgulhos e pretenções
MEDITO
AMO
O QUE VEJO
volto meu olhar
humano
e cruel
tardo
a perceber
no entanto
basta parar
observar
ouvir

e toda imagem  criada vai dissolvendo lentamente
de repente aquela pelicula escura
pouco a pouco vai ficando transparente
Então admiro o filme preto e branco.


Nica Gomes

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Olhando-te

Admirando a textura,
o tom
o  ser
o ter
mais importante do que ter amor, é ser amor
é sentir e não induzir
o
calíce da cachoeira do extâse
o arrepio
o cheiro
a cor
encantamento
magia  e explosão.


Nica Gomes

sábado, 16 de janeiro de 2010

Nossa criação

Imagino imaginar
 parte à parte
meio à meio

inteiro à inteiro
longe longe
pouco longe
muito longe
perto perto
muito perto
saudade saudade!

Dia a dia



Tocar o cotidiano de forma natural e saudavel
ver beleza sem esforço
cubos de gargalhadas
surpreender o trapalhão
cantarolar a mais brega canção
uma  piada visual
rir de si mesmo
morder a lingua
 uma colagem quotidiana.



sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Justa emoção






Encontrei o momento em
que permito-me
criar, provocar, confessar, experimentar, confundir, aclarar e por fim abrilhantar a luz de minha alma!
Permitir-me debruçar no sentimento
Fixar a certeza incasavel do coração puro
Saborear a confiança e lealdade.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Despertar




Depois de tanto tempo
Concebendo fatos contemporaneos
Percebo tudo que acontece a minha volta
A verdade
A transparência
A memória
A paciência
A aparência
Toda  particula articula minha felicidade continua.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Momento perfeito

Nada podera impedir o sentimento manifestado por amor verdadeiro
Sem articular qualquer atitude
Simplesmente viver  a emoção do toque na mariposa
do abraço noturno
do sonho realizado no meio da noite
sem palavras sem ilusão somente amor! amor e amor
Tenho o melhor da vida
a manifestação do olhar
 do toque do cheiro
do beijo imaginado
e agora concretizado.
Amo amar! e ser amada!


sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Sentir

Mirar  la ventana com ojos de possibilidade
Aceptar la brisa del viento
Cojer una copa del deseo
No tener ganas de huir
Endulzar las atitudes y amar!ar

Sugerencia

Mientras conduzco
Mi corazón  te busca
Corgo me pensando em tus besos
Tus brazos
Quiero besar tus besos
Quiero abrazar tus abrazos
Lo dificil de la vida es estar tan lejo de ti
Nada puedo hacer para cambiar el tiempo
Solamente escrebir...

Intuição

Deitada em uma cama de tristeza
em posição embrionária
coberta com manta de decepção
acompanhada de sentimento escuro
o telefone toca
surgi uma palavra amiga
o apoio materializado
a justeza de uma amizade verdadeira
o que devo dizer especial telefonema desinteressado mas preocupado
Medida preciosa e impagavel
Adormeci em sentimento puro e coração alado.

Estado de alma

Olhar inabalavel
Substancia que não se dissipa
 vibra
A comunicação da força ativa da paixão
Assim como não exite "não cor" não existe meio amor!
O ar de verão  atrai, aproxima e desloca sentidos
Nossa ressonância! incrivel!
Amor Amor Amor

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Corpo intocavel

A inutilidade de alimentar ilusão
A lentidão do tempo
Distinguir medo no escuro
covardia invisivel
febre complexa
suposto alivio
Estou colhendo o vazio
o silencio amordaçado
impraticavel  abandono.

Vertigem

Senti pregos em meu peito
por mergulhar no sofrimento alheio
violei meu espaço
 amizade sinonimo de lealdade
mas para aguns é algo totalmente desconhecido
A cegueira pregada na vaidade
assiti um espetúculo diferente de qualquer situação ja vista
Ainda recuso admitir
Frutos seletoss de uma má estação
maçã podre, galhos desidratados, terra seca
encerro este agreste vertiginoso
Atitude cega
palavra surda
lirio fechado.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Momento

Nada e por acaso
um lugar feio
uma situação bonita
um encontro casual
confiança
O rio da vida segue o percurso natural
Quero o abraço dos teus braços
e basta
me sinto calma

alivia minha alma
pensar, saborear
cada momento
simples
 amortece meus sentidos por alguns minutos.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Mencionar

 Solidão necessaria
 Emoção fica nitida
Impulsiona intuição
Expressa, descomplica e acrescenta minuciosa sensação
Meu espirito fala puramente
Meu destino observa o horizonte de minha escolha
O movimento excêntrico da paixão
Encostar sultimente na cereja silenciosa 
sentir o perfume misterioso e divino
do amor

Interior

Escolho pensar
Admitir minha fragilidade
Ficar pasma quando olhar o espelho
ver
intensidade, importancia, aspiração
Minha audição interior lucida e transparente

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Cortina 2010

Olho, observo minha pretenção
meu corpo abriga agitação
o telefone toca minha satisfação habitual
Converso com pessoas adormecidas
Imediatamente questiono minha situação
Ano passado nesta mesma época eu caminhava em Paris
um corpo passeando pela Champs Elysées
Olho a garoa paulistana no primeiro dia do ano 2010
Abri uma porta onde vejo pessoas esclarecidas resolvidas
transparentes
rostos familiares
nos ensinam
virtudes
Escolhi a verdade
 me despido da ilusão
Não quero calice de agonia
O amor é natural e absolutamente necessário
Meu amor parece uma casa de taipa sem luz eletrica
no entanto tem um lampião que fica aceso quase toda a noite
mas quando ele se apaga
posso observar o sol lentamente chegando rasgando a escuridão crescendo iluminando, aquecendo
meus sonhos!

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate