sexta-feira, 30 de abril de 2010

Pedra preciosa

Escutei  Anciã
desmistificar tabus
Pude tocar o invisível por alguns minutos
ouvir
a importância de  prestar atenção no que falamos
" fale palavrões"
mas não blasfeme
abrace os livros
creia na verdade
distribua o saber
Memento mori.

Nica

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Intocavel




Conectada ao universo
sinto sua presença
pintando símbolos circulares
toco seu rosto
navegando em outras dimensões
sinto seu cheiro
saindo do linear
volto a te encontrar
tocando a magia da transmutação
te vejo sorrindo magia
tirando o véu de dor
sentindo a ligação com o cordão dourado do ser universal
O amor esta fosforescente e protegido e nada poderá mudar.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Air

Impossível sentimento espiral
cena fotográfica preta
sensação cinza
mentira branca
como posso arrancar um prego cravado
ele sangra emorragicamente
sinto sua alma pequena
sua angustia e desilusão
minha garganta fechada
sem poder engolir e falar
seus passos lentos

lágrimas
de ácido clorídrico escorriam em meu rosto
Imensurável desalento
explicar
o vazio
o buraco
a decepção
o estilhaço
a larva quente
o olho cheio de areia
a vertigem que sentir
Mil, milhões e porque não bilhões de arrependimentos
Quando vi teu olhar de amargura
sua pele com ferimentos
suas vísceras se contorcendo
seu coração quase desfalecido
Me arrastei pelo deserto dos ingratos
queria ter o poder de arrancar esta dor do seu peito.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Words - Anne Sexton

Be careful of words,
even the miraculous ones.
For the miraculous we do our best,
sometimes they swarm like insects
and leave not a sting but a kiss.
They can be as good as fingers.
They can be as trusty as the rock
you stick your bottom on.
But they can be both daisies and bruises.

Yet I am in love with words.
They are doves falling out of the ceiling.
They are six holy oranges sitting in my lap.
They are the trees, the legs of summer,
and the sun, its passionate face.

Yet often they fail me.
I have so much I want to say,
so many stories, images, proverbs, etc.
But the words aren't good enough,
the wrong ones kiss me.
Sometimes I fly like an eagle
but with the wings of a wren.

But I try to take care
and be gentle to them.
Words and eggs must be handled with care.
Once broken they are impossible
things to repair.


Nica

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Angustia

Raptados, acorrentados, violentados
jogados ao mar
milhares corpos em decomposição tiveram que juntos viajar
para uma terra desconhecida onde tudo que tinham era o barulho do mar
farinha com agua e açoites na lombar
tantos dias de sofrimento que pareciam nunca acabar
mal sabiam que toda aquela agonia somente iria aumentar
trabalhando sol a sol noite a dentro
sem conseguir respirar
anos se passaram e tudo continua no mesmo lugar
meu povo sofrendo
sendo esquartejado
terras sendo adubadas de sangue
pelo ódio das pessoas que não sabem amar
filhos Iemanjá de Ogum ou de Alá
porque não podem respeitar
somos africanos ou americanos
ninguém quer se importar
aqui morros caindo é meu povo que veio de lá
Ilé-Ife nosso sangue continua se derramando em nome de um deus
que eles dizem ser melhor que Oxalá
que são donos de tudo ou o quase nada que ainda resta naquele lugar
para que termos essa coisa que chamamos de voz
se for para gritar a dor
como podemos ficar parados assistindo
esta gangrena chamada sociedade
onde é permitido tanta desgraça
minha cabeça gira
sinto meu estomago embrulhado de tantas nauseas
pernas, braços e cabeças continuam espalhados pelo chão
e quem é que vai parar
clamo "Ioruba" choro o desespero da solidão
o espetaculo continua e somente as pedras saem do lugar
temo morrer e não ver esse dia chegar
O dia em que seremos respeitados
e tudo isso parar! Oxalá

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Flor do desejo

Tocar em sua tez aveludada
repousando meus pés sobre os seus
mergulhando em agua fluidificada de acolhimento brandura
conduzindo a fonte de paixão
inebriaste meu coração em mar de alegria
o céu estava meio rosa com mancha azul e umas nuvens brancas parecia um jardim em primavera
o silencio brindando entendimento
não precisamos de palavras elas são dispensáveis
Ainda suspiro com a formosura da garoa paulista.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Nigeria

Os códigos de liberdade
Os rótulos da sociedade
Quem é culpado por ser bastardo?
cobrança de postura
acaba costurando atitude em renda
O povo procurando se animar
sem ter o que pensar
comendo barro temperado
onde esta o animal?
Ate quando vamos assistir ao espetaculo de horror
tantas vidas mal vividas
corpos estrangulados degolados
pedaço de pessoas! são pessoas !
a tristeza de ver essa situação a tantos anos
Quem é voce?
Pagão
crianças correndo acompanhadas do grito de terror
olhos que ja não vêem
corações cortados
martelos, facas e cutelos
para arrancar a dignidade de viver
morrer em bando
e se viver vai continuar morrendo
com a dor chamada impotência
degustada dia após dia e ninguém
faz nada.

Energia

O universo conspira
aspira perfeição
o destino adequado
o sabor do beijo roubado
efeito interessante com artifício comum
experimentando mudança cotidiana
sair em busca
dos desígnios do destino
convocando a leveza d´alma ao encontro do coração de beleza e entendimento
gritar ao universo
"Te Pertenço"
e sentir a energia inebriante em meu ser
um êxtase espiritual
como tocar o invisível
fazer parte da construção de uma nova arte
mãos e braços formigam no toque do giz
uma realização infinita
orgasmo continuo e absoluto
Arte !
Meu corpo meu coração minh´alma te pertence!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Momento

Desenhei tantos rostos
pintei tantas cores
criei pigmentos quentes e frios
escrevi uma historia
com pessoas falando ao meu ouvido
caminhei esta noite sentindo um vento suave e fresco
e aveludado
ele me disse
Viva la vida!

Refletindo

Quando falamos com a vida
ela responde
mas quando calamos ela para
uma brisa fresca e tudo começa a fazer sentindo
um relato de um estranho
coisa simples
um sorvete, uma cerveja, um chocolate
faz tudo mudar de cor
porque falar
porque sair
porque ficar
porque sentir faz toda diferença.

Nica

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate