quarta-feira, 29 de junho de 2011

Conto - Ludivik Persona I

Ludivik ,era o filho mais velho Madame Lethena e Lord Luc More  eram ao todo tres irmãos de uma familia abastada na frança, seus pais extremamente amorosos, seus irmãos Juliet , Alfred o idolatravam.

             A maneira carinhosa  como Ludivick era chamado pelo seus entes queridos era Luvi, que por sua vez estudava na capital Paris, um rapaz inteligente, amavel dono de uma indiscutivel postura
acompanhado de uma voz aveludada, olhos insinuantes, notável ser humano, porém ninguém imaginava o quão maquiavel e dissimulado era Luvi, o todo queridinho e sempre esperado com
grande recepções.

 - Um certo dia Luvi entediado em paris resolvera fazer uma  visita surpresa para sua familia em Versailles a cidade onde nascera.

Quando Luvi  chega  ao castelo que se chamava "Bom Juor" se depara
com seu irmão Alfred, abraça-o sorridentemente,  em seguida olhando a sua volta naquela ampla sala adornada  com gigantescos  lustres de cristais , sofas aveludados, cristaleiras, tapetes e janelas gigantescas, pergunta? onde estão todos?
  Alfred surpreso  feliz  com a chegada de Luvi - responde!
- acho que estão todos em seus devidos aposentos meu querido Luvi!
então Luvi segue em direção a ala dos aposentos.
  De repente   para em frente ao   quarto da falecida Juliet sua irmã. Ao qual explicarei em breve essa historia.
Luvi fica paralizado em frente a porta, respira fundo e resolve abrir a porta,
  para sua surpresa se depara com uma cena intrigante, la estava  o jovem "a menina dos olhos de Luvi" com lindos cabelos dourados, uma pele rosada, com labios delianados e delicados, o jovem escutando passos, girou o rosto lentamente para ver o que vinha atraz daqueles ruidos e encontrou seu olhar aos olhos de Luvi,  que por sua vez estavam estarrecidos com aquela cena !

 Luvi pensava,  aquela escultura humana estava ali banhando-se numa linda banheira esmaltada desprovido de qualquer reação!
 o jovem continuou em silencio pela  surpresa, Luvi  aproxima-se suavemente, com o corpo tremulo, a ponta dos dedos gelados levanta as mãos e as conduz ao   pescoço
do jovem Adrian que possui longos e flutuantes cabelos dourados, uma tez rosácea irresistivel.

Tudo que   Luvi sonhara em sua vida era ter Adrian em seus braços, então  aproxima seus labios  naqueles cabelos brilhantes  macios e bem devagarinho escorre os dedos por entre aqueles fios acetinados,  como um passe de magica entra em um universo proibido, o corpo de Luvi ganhou uma sensação dos deuses   ele fica submerso naquele desejo e esquece completamente que esta no castelo Bom Jour, com gesto sutil conduz o jovem até o leito, abraça-o  loucamente seguido de beijos selvagens temperados com misterios assim Luvi acaba por possui o jovem Adrian.

Quando de repente Alfred adentra o quarto
 se depara com aquela cena boquiaberto exclama em voz alta !  meu irmão!
Como? foi capaz? 
Alfred segue gritando Adrian voce e a Juliet? nunca? não entendo?
Adrian envergonhado sai correndo do quarto com os cabelos molhados, as roupas nas mãos em direção
ao bosque.

 Luvi desesperado sai do quarto  começa a pensar em como poderia resolver aquele flagrante, imediatamente. Agora vamos esclarecer a historia de Juliet.A cabeça de Luvi estava rodando tudo que ele tinha fingido esquecer voltara a todo vapor, a cena do assassinato que ele cometera contra sua irmã Juliet, ele pensara aquilo não, não aconteceu quero esquecer!

   Apaixonado pelo Adrian  noivo de sua irmã Juliet, Luvi deixou-se levar pela vaidade e demoniasmo que possuia em seu coração, não via outra alternativa que não fosse acabar com a existencia de Juliet.

     Assim  elaborou um plano de morte para sua irmã .Ele descobrira em sua universidade que arcenico poderia matar, no entanto precisava saber como iria dispor desta substancia para Juliet, foi neste momento que Luvi olhou para  Maria uma das criadas do castelo Bom Juor, e lembrou que ela sempre o olhara com desejos ilicitos então resolvera aproveitar de tal situação, chamou-a  para dar uma caminhada pelo jardim teceu-lhe  juras de amor seguido de um pedido para assim concretizar suas intensões ja que a pobre servisal sonhara tanto com aquele momento junto ao seu objeto de desejo.
Luvi  então entregou um frasco  para Maria ordenou-a que todos os dias levasse  bebidas, chás, sucos para juliet  e colocasse gotas daquele frasco nas bebidas e assim Maria o fez.

Juliet era uma menina bonita  feliz com seu noivo Adrian tudo lhe parecia perfeito até chegar as noites que viraram dias pois ficava todas em claro graças as dores homericas no estomago, a infeliz gritava toda a noite e Maria escutava la dos fundos e mesmo assim não se comovia haja visto estava mais preocupada com o dia em que consumaria suas vaidades infames.

E assim passado o tempo Juliet veio a obito e ninguem desconfiava do plano maquiavem de Luvi, porém naquele instante em que  Alfred flagrou aquela cena todo o plano de Luvi poderia vir à tona
o que o deixou desesperado. E dentro deste mar de desgosto Luvi andava de um lado para outro, não lhe vinha outra alternativa que não fosse a de dar um fim à vida de Adrian pois ele era o culpado de toda desgraça acontecida...

Continua... daqui uma semana o proximo capitulo.

Nica Gomes



Nica.

Portais

A magia das palavras
 faiscavam em minhas mãos
...Toda energia latente espalhando
conforto e gratidão...
Encontro de almas   verdadeiras...

Nica Gomes

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Sombra Imoral

Sombra que assombra a sanidade mental
deixar-se lubridiar por essa bendita
 permitir apagar as  frescas gotas de amor proprio.

A traição das viceras contorcidas;
palavras mal faladas
olhares distorcidos dos objetivos
controle do trem bala
ir não ir
ser e ser o que não é

A trilha da traição falsa,
sabotagem de valores essa sim, não aquela ao qual o individuo sai beijando
suas vaidades primitivas e  somente ele senti suas infimas dores.

À comodidade,  traição veridica ardua insensata infesta
por onde passa deixa seu rastro indigno

Quantas vezes vemos rastros traiçoeiros de ratos da paixão pelo falso dominio rasteiro,
muitas!
- creio,
 basta despir os olhos de, para, quem, talvez seja voce...

Prega-se, seja honesto!
Não trair!
Mas trair?
Quem?
Voce mesmo?
Sim, pois cada vez que voce abdica dos seus interesses
 esta cometendo a pior traição possivel.

O que é mais imoral?
 despir o corpo?
ou
despir a mente?
ou
despir-se de tudo que te pertence?
- combinação descombinada de palavra orientada?
Despir, despir, despir...

Nica Gomes


sábado, 25 de junho de 2011

Einstein

Tudo maluco

tudo certo

imagino toques sublimes

bocas secas, mordendo....

acariciando

pernas abertas,
 contraindo e relaxando

voce toca  mente

 tecidos pubianos

voce,  pertence este momento

eu sei que podemos...

... noite ardente

 desejo voce

outra vez

 dentro de tudo que pertenço

seu toque arrepiando  sentidos

 fale!
- o que voce sente?
 estamos?
-  somente um corpo...

Nica Gomes



Fragmentos

Penso em fatos que passaram,
 preços que existem nas escolhas
seria necessario renunciar?
- ou moldar determinadas situações?
como incomodam ciscos...

Nica Gomes 

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Cinema

Percorremos cenas e cenarios jamais imaginados
A  montagem no qual colocamos personagens que vem acompanhado de figurantes falantes,
criam linguagens independentes num escript teoricamente definido
exigem novas planificações para uma melhor mixagem das cenas.

Podemos escolher cenas classicas narrativas
 ou criarmos cenas poeticas com varios sentidos,
ou ir de cabeça para cenas sincronicas...

A vida em cena desconstruindo os ritos hollywoodianos
indo direto ao ponto real, explorando as plasticidades do nosso extraordinario cotidiano indiano.

Nica Gomes

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Acaso

Uma pequena viagem de esclarecimentos
ocultos, trazem poderes irracionais.

Nica

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Lente Subjetiva

Palavra REFLEXÃO,EXPRESSÃO, REJEIÇÃO,
  pespectiva que remete sobretudo e sobrenada.
CONHECER, SABER, VOCÊ,
totalitarias se apontada a ciência
INFORMAÇÃO,EXPLICAÇÃO,OPNIÃO
convertemos todo o tempo toda hora
PROCESSO,RECESSO, PROGRESSO
não estam disponiveís para experiências de todos
TEMPO,TEMPO,TEMPO
é respeitarmos a velocidade dos acontecimentos.

Nica Gomes

domingo, 19 de junho de 2011

Amor Imcomparavel

O amor mais puro que um ser humano pode
 provar, saborear, degustar
 ter absoluta certeza
"é amor materno"

Não existe nada comparavel
a tal sentimento e sensação
o sorriso no olhar de um filho
é o maior presente que uma mulher pode provar!
aquele abraço amoroso
acompanhado do silencio condensado de amor,
sem a menor duvida é o maior remedio do mundo para toda e qualquer enfermidade.
Inenarravelmente  maravilhoso.

Nica 

sábado, 18 de junho de 2011

País Nica

Encontro com a kitnet mundial, a vida é realmente
cicular incrivelmente inesperada!

Nica

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Colicas

A inquietação dos pensamentos se transforma em milhoes
de bolinhas transparentes que viajam  corpo a dentro,
- è possivel mudar as fases e ainda assim ser feliz? sim!
perceber os momentos de pura estupidez nos faz cócegas nos pés, serio!
isso significa que não podemos ficar parados temos de sair para outros horizontes
explorar outras estupidas atitudes... sorria.

Nica

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Controle

Segundo doentes mentais
individuos  podem ser controlados através de moedas

Moeda?
Cega?
Aliena?

A moeda degrada o ser humano de varias maneiras como;
- cortes mecanicos
- fatias falhadas
- pequenas mutilações

Dizem o silencio profundo dos aliens vem quando o apego  material,
a soberba são os unicos sentimentos que os mesmos possuem eles
potencializam, alimentam  tornam-se cegos em suas
proprias (in)verdades.

Eles imaginam  cenas lineares  (submissão) ao qual jamais poderam alcançar êxito
O espetaculo  acabou, deixo o circo para voce palhaço manipulador.

Nica 

terça-feira, 14 de junho de 2011

Insanidade

Ser louco de jogar pedra
ou ser pedra e jogar o louco?
a dor insana de sentir as mascaras
compartilhando sorrisos acidos
abraços vazados.
A falsa fala..
A fala falsa...
Corroem os momentos como se fossem limas novas
Existem pragas de amor?
Sim!
- Pessoas amam como doentes
e querem que todos sintam os mesmos sintomas!
- Asquerosas pessoas pesadas
pesadas pessoas asquerosas

Querem atenção a todo custo, esmagam nossa paciencia em nome ... (!!!!) da insuportavel
solidão interna.
Será um odio?
Será inveja?
Será incapacidade de perceber ( pessoas precisam respirar ) viver suas proprias emoções!!!
Dificil, dificil de explicar         ( pessoas precisam respirar)
para esses insanos entenderem ( pessoas precisam respirar )

ou será que se fazem de  loucos para sugarem  gotas que não lhes pertecem!!!
cansativos, cansativos, repetitivos, repetivos...
assim os denomino ( classe dos solitarios internos ).

Me despido de voces! inferno pesado!
Cansei, quero e preciso respirar.

Nica

domingo, 12 de junho de 2011

Fatos

As fantasias que criamos e alimentamos
nos fazem crer nesta passagem de acontecimentos.

Ontem pessoas sofriam agressões por medo de enfrentar suas paixões
Hoje pessoas sofrem paixões e enfrentam agressões
seriam vidas paralelas de sentimentos alheios a realidade?
ou serão alheios para realidades paralelas?

- Olhar para um sorriso despretencioso de de um ser inocente
nos traz uma realidade serena e suave temporaria! 

Como a nudez de um momento faz especial um fragmento...

Nica

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Sub Valores

Dificil assistir ao espetaculo humano em serie;
preferencias pessoais afloradas nos corações urbanos
as vozes internas gritam!
vamos, vamos, vamos
comprar pedaços de ilusões!
venham todos peguem suas moles moletas
para formarmos um time " falsa fala"

Talvez, como afirmava(m) os sábios
"a lição esta em vencermos nossos proprios monstros"
Talvez matando o ser que esta em nossas mãos, seja uma saida para nossa verdade
Talvez aceitar o marasmo humano seja outro caminho
Talvez entender as diversas limitações "ignorância" seja outra opção
Talvez  apreciar o deus dará?


 O                   que                                ma              ta?                     atam  O -

    O que                 so       fre?                                erf                   os O-

       O  pre                   so       a                        con                         ceito?                                     oserp O-

           O                 fa                                                         lso ?
           
                 O ex                         tremo                           sim          pati                    co?
                  
                      O                        men                       tiroso            com                        pulsivo?
                         
                          O                       fol                                            gado?
            
                                 O             po                            bre                dia                                        bo?
                                    
                                          O                do i                do                  bo       i
                                                      
                                                     O               ga          do

                                                            O            cu                          tu         ve         lo     social.





Nica Gomes
                                                                                                                                         

                                                                        
     

Violão

Novas novidades
Vibrantes notas musicais
Estudos, cordas e acordes
melodias  e ritmos anunciam
- nova vida!
- vida nova!
Aprender aprendendo apreendendo.

Nica

terça-feira, 7 de junho de 2011

Vento Suave

Redescobrindo valores das pequenas coisas
acendemos grandes momentos em nossaS vidas.

Nica

domingo, 5 de junho de 2011

Amor - Norberto R. Keppe

O amor é a atitude de ver a realidade; evidentemente, não é o fato de dizer: - "Eu gosto de voce", mas sim de fazer o semelhante olhar a verdade. Por este motivo, as pessoas mais doentes rejeitam o afeto(Bion), substituindo-o por uma atitude de provocação sexual - as mulheres chamadas "deusas do amor"
e os homens conquistadores são os mais megalômaniacos.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Chama (da) ( Ce) - lu - lar

Era terça-feira. O relógio marcava onze horas e vinte minutos da manhã. De repente toca o celular. Não dava tempo de olhar para o visor do telefone. Então, Pedro atendeu sem saber quem era.

- Aló?



- Aló?



- Quem fala?



- Sou eu, Maria Carmem Pedro Artur !!!



- Oi Maria Carmem, tudo bem?



Ela responde,
- Tudo otimo! parou alguns segundos e disse: quer dizer estou com saudades de voce!



Naquele momento Pedro ficou paralisado por instantes. Sempre que esteve diante da Maria Carmem, alguma coisa boa acontecia. E acontecia mesmo!!! Pedro pensara minha  santa dos milagres!

 Logo ficou, confuso, atrapalhado. Sorriu a esmo e pensara  naquele dia desde que tivera acordado nem sequer tinha tentado sorrir. Bastou Maria Carmem ligar para ele sorrir.

Foi um milagre!

Maria Carmem seguiu com suas doces palavras e convidou Pedro para almoçar, ele sem

piscar os olhos aceitou, e logo perguntou onde poderia encontrá-la.

Ela disse vamos almoçar no varanda, aquele  bistrô aconchegante.

Pedro desligou o telefone e seguiu apressadamente até o lugar combinado com Maria Carmem. De tanta ansiedade quase não a viu, ela teve de acenar para ele, tamanho era seu nervosismo.

Pedro sorriu e foi em direção a mesa onde Carmem estava sentada aguardando - o . Era o começo de uma tarde feliz. Almoçaram as pressas, como soldados no quartel. Saíram de mãos dadas como um príncipe e uma princesa fazem quando querem apresentar-se a seus súditos.

Olharam-se e tudo desaparecera por instantes e se entregaram aos desejos.Pedro mal podia crer ele pensava aquilo parecia uma cena de filme. Mas era tudo real.

- flores brancas espalhadas pelo chão,
haviam rosas roxas adormecidas pelos ares

onde ordeiramente flutuavam, outras rosas vermelhas formavam um jardim. Os corpos ferviam, as almas enlouqueciam de alegrias.

Pedro estava meio tremulo  olhou para Maria sorriu e disse:

Aguardei ansioso por este momento! Misteriosa mulher milagre

Hoje o mundo é nosso!

Você é parte da minha p´arte...imprescindível vezo erótico.  

Nica Gomes

Algo

Algo mudou sem explicação!
Algo surgiu!
Algo emergiu!
Algo nasceu!

Nica

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate