sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Cortina 2010

Olho, observo minha pretenção
meu corpo abriga agitação
o telefone toca minha satisfação habitual
Converso com pessoas adormecidas
Imediatamente questiono minha situação
Ano passado nesta mesma época eu caminhava em Paris
um corpo passeando pela Champs Elysées
Olho a garoa paulistana no primeiro dia do ano 2010
Abri uma porta onde vejo pessoas esclarecidas resolvidas
transparentes
rostos familiares
nos ensinam
virtudes
Escolhi a verdade
 me despido da ilusão
Não quero calice de agonia
O amor é natural e absolutamente necessário
Meu amor parece uma casa de taipa sem luz eletrica
no entanto tem um lampião que fica aceso quase toda a noite
mas quando ele se apaga
posso observar o sol lentamente chegando rasgando a escuridão crescendo iluminando, aquecendo
meus sonhos!

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate