quinta-feira, 10 de junho de 2010

Estação Luz!

Caminhando na desigualdade social
apenas um vidro
com aparência sutil

Separa a miséria
o ruido das maquinas nos trilhos
pessoas correndo desesperadas
para não perderem o trem

Como num zoológico
podem ser apreciados
atreves daqueles vidros
em lugar seguro e planejado
Onde até o teto pode ser manipulado

Onde os ruidosos sons dos trens
poderão ser imaginados pois estão
estancados por discos esborrachados

Venham!
isto é patrimônio publico!
aqui podemos observar
A existência ou melhor
A resistência dos coronéis

Observem este piso
são flores do café

Flores da opressão!
Seguimos com mais encontros
Colunas bordadas com ramos de café
Ramos da sociedade brasileira!

Nos contribui mos...
Calma!
Pois não é o suficiente então
Se voce quiser conhecer será preciso
Uma pequena contribuição
Mas deixo claro
Isto é patrimônio publico!

Concerto...
O acesso é fácil
basta voce ser um cidadão brasileiro!!!
possuidor de algumas bagatelas de
salários mínimos!

Ou voce poderá ter outra chance...
Se voce quiser!
Se voce puder!
Se sobrar...

Talvez voce poderá
Arranjar um tempo
Dirigir-se a estação
e encontrar um concerto
Grátis!!!

palavras chaves: coronéis,desigualdade continuada...

Nica

Catalogo de uma Miss !

Mas bah tche!
Meio século de mulher
somada a oito primaveras
Uma aparência madura que logo se dissolvia
quando ela sorria

Esbanjava jovialidade
naquela boca pequena,
pequena boca!

Os olhos dela brilhavam
como maçãs carameladas
seus presos cabelos de milho
refletiam dourada cor

Rosto simétrico
com negra dor


Me fez confissões
misturadas de testemunhos de sua vida
historias constipadas de emoções

Um amor perfeito interrompido
nas duras perversidades da vida
a fatalidade!

Com os olhos calcinado na batalha perdida
relatava sua dor
e como um toque de mágica
ela muda seus gestos e relatos


Senta numa cadeira de longas pernas
ao pé do balcão
e narra a sensual dança da libertação


A performance desencadeou
dois anos de emoções
Proferiu-me sermões e delírios
sentava,sorria e levantava

Tocava naquela cadeira como como quem toca numa flor
relembrando contínuos momentos de paixões
ah se aquela banqueta falasse!

Aventuras imaginadas e algumas realizadas
a beira das estradas revestidas
de lantejoulas douradas
e logo abandonadas...

Novas estradas e
velhas historias
ensinam como manipular
alcalinas e anaeróbias


Lado a lado
Bolinho de bacalhau gigante
A Miss,
O Carro de Boi
E o Amor ... mas bah tche coisa boa é falar de amor com essa gaucha  que veio de tão longe para abrilhantar a rua Mario lopes leão com seu carro de boi carregado de emoção.

Nica

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate