domingo, 4 de julho de 2010

Ibirapuera

Apenas sementes falam
em silencio elas
crescem tempo a tempo

Dormem e depois de algum tempo
tocam as mãos da terra
e mais um pouco
olham nos olhos do sol

E em algum tempo
tocam a nuca da lua
provocando assim
movimentos nas nuvens
arrepiando o vento

Esse fenômeno emancipa
as folhas !
e elas se comportam
como meninas de outono
se deslocam suavemente no espaço
e florescem.

Nica

Deslizar em palavras

Quero falar sobre o gosto
da fome cotidiana

A fome de gostar
A fome de amar
A fome de pensar
A fome de concertar

A fome do pesadelo
A fome de fugir

Quero falar de todos os dias
de qualquer maneira,
sem forma, sem cor,
Apenas trufas cotidianas

Seria real?/
Seria imaginação?/
talvez

ouço todo dia
o som do passado


desloco laminas intuitivas
elas me mostram pessoas e pessoas


Estou caminhando no deserto
das minhas decisões

Meu coração questiona?/
como posso chamar?/
tudo errado!/ ou nada certo?/

É uma idéia louca?
quebrar o gelo?

Continuar sentindo essa coisa horrível
Se voce tivesse pensado
se voce tivesse feito diferente

Em algum lugar deve existir pés em movimento
ouvindo Roy Orbison
vou mais longe ainda,
esqueço deserto,
deixo questionamentos
e aterriço no planeta N

vou onde o medo não existe
vou naquela sensação
do frio na espinha,
nos lábios do amado

Vou ao encontro das flores pubianas
Vou no prazer das levianas
Vou nas aguas cristalinas

Vou no, Fuji,Everest

Vou no meu melhor
Vou no meu tudo...


Nica

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate