terça-feira, 14 de setembro de 2010

Saudade

Se alguém soubesse
contar,
Se alguém pudesse dizer
Quantas estrelas rodeiam o céu
Talvez saberia também calcular
Quanta saudade de voce
Hoje sinto

São saudades acumuladas
Daqueles dias feitos lírios
Daquelas tardes em que inventávamos nosso universo
Daquelas noites que entrelaçados em corpo e alma
Fé e espírito...
Desenhávamos mundos de amores
Pintávamos marés de alegrias
Criávamos céus de sonhos
Onde cada estrela era uma promessa
Vários planos, humanas vitorias e conquistas
Divinas glórias e bençãos
Depois alcançávamos plenitudes
Voce lembra?

Um dia veio a noite, a lua e a madrugada
Dormimos entrelaçados novamente
No outro dia,
veio o sol
e o dia e noite

E tudo mudou
Indubitavelmente mudou!
Nosso universo ruiu...

Aquelas noites que sonhávamos
Estar tão próximo das portas de paraísos
Só restaram lembranças e memórias firmes
Que tenazmente alimentam saudades!!!
Quase tudo
Quase nada
Nossa plenitude está aplacada

Hoje, sem voce minha vida é um esgoto
Meus dias são febres de desgosto
Quero começar tudo de novo
Voce é o norte e o princípio do meu mundo!

Nica e Nica

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate