sábado, 30 de novembro de 2013

Instinto

Odor inconcebível, silencio inadmissível
Inação múltipla, orgulho estratosférico
Cinza catastrófico,  proposito felino
Aprisionar, sufocar, amordaçar em prol de...
Provação, maturação, vida cortisona...
Vácuo vasto vestido de indulgencia
Cartilagem, reciclagem, passagem...
Desconhecido credo
Crença crespa.

Nilzangela Souza
  

 
   

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Mel e fel

 - Velocidades impressionantes...

É-me difícil compreender tais façanhas

 Amor para o horror

 Doce para o amargo

 Água para o vinho

 Paixão para ódio

 Paz para guerra

 Vento para o marasmo

 Chuva para seca

 Conforto ao aborto

 Chegada para partida

 Saldo positivo para negativo

 Palavra branda para brasa

Cheio para vazio.


Nilzangela Souza







quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Toque do vento

As sutilezas das  brisas transportam almas prateadas, encantadas
com solidas soluções!
Ouço no fundo  sonares de saxofones eles estão do outro lado enviando raios violetas
onde acariciam ... mudam...
 aquele que até ontem... chamei de ego... pois hoje! 
 transformou-se em  energia sagrada, bela e verdadeira...
 plasmas alegóricos agitam o agora. 
O poder agora...
Sopram  baixinho ao pé do ouvido
sons mágicos de notas coloridas e saltitantes entrelaçados nos verdes vales da paixão!
embrião magico esse tal sentimento " paixão" exclui   com tanta força esse doença azul.
Uma gota de sol, um toque de chuva, um sopro noturno no meio do dia!
Avalia o tamanho dessa energia? sim é fonte de luz violela...mestre San German chegando
com força da magia.
Magia da verdade!
Magia da benção!
Magia da transmutação!
Magia do agora!
Magia do receber!
Magia do perdão!
Magia de viver e mudar, porque somos mutantes por natureza.

Nilzangela Souza

A dor


A dor queima, quase proíbe pequenos movimentos
Liquido quente acido sobe garganta a fora ou adentro
A dor estica a pele arrepia o estomago
O desconforto é quase total exceto pela dor de sentir dor
Pupila esbugalhada em meio a tanto estopo...
Dissolve e dissolve desconforto sem tempo
Chove, escorre ausência de calma no silencio da alma.


Nica Gomes



sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Peça

E por falar em poesia, vem despedida do  usado,do  gasto e velho habito!
A borboleta saltitante finalmente começa a voar em meio as flores
universo  trouxe um verso do avesso quase tropeço sem preço somente apreço
Apreciar  ensaio do palco desta peça "vida"  quase mil dias de ensaios que loucura
finalmente estreia o espetáculo!
Luz, câmera,ação  cortinas abertas o show começou
uma comedia da vida cheia de graça e frescor!!!

Nica Gomes

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Primaveras

Passaram-se  decadas e decadas ...
 Primeira decada infantil livre como pássaro...
Segunda decada uma gaivota na areia ...
Terceira decada uma gato escaldado...
Quarta decada uma  águia ... 

Nica Gomes

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Mi - o -mas + Mi - a -mas +


Cristais de rancores perdidos, ódios construídos, magoas contidas
pressão, tensão...
Moeda escrava, escraviza  ... cria angustia trusca
Indefinível trovoada, intocável trovão
que devora tímpanos .

Nica Gomes

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Morte

Correio eletro eletrônico gelado pesado árduo!
Espera sem era nem esfera
Aparência  sem consciência
Cronologia sem logica
Projeto em orbita
Decisão toma paixão
Tudo esta claro... evidente  
Viver em chamas é escolha insana
A decisão influencia sensação
Escolho a escolha  colhida de fato sem imagem imagética frenética sem estética...  
Morre, morre,morre,morre,morre ... morte ... morte ... morrida ... sofrida.

Nica Gomes

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Intocável

O poder surreal do pensamento
encontra livro,fotografia,cronologia, nostalgia
pedaço de maçã resto de manhã
curva transcendental abriga velho tempo!
Novo tempo,nova estrada, desabriga velho tempo, velha estrada.
Figura, rosto,letra, livro, voz de violão.


Nica Gomes

Casa do Poeta de São Paulo

Casa do Poeta de São Paulo
Presidente Wilson Jasa, Vice Presidente Adriano Augusto, Embaixadora Cultural

Movimento Poético

Movimento Poético

Associação de Poetas Portugueses

Associação de Poetas Portugueses

Casa do Poeta de São Paulo

Poderá também gostar de:

Postagens antigas

Seguir

Obrigado à todos visitantes!

Maria Ruth

Maria Ruth
Artista Plastica

Titulo - Criação By Nicah Gomes

Titulo - Criação By Nicah Gomes
Tela - Acrilico TM 1x20 1.00

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Translate